Ervas, especiarias e suas combinações

O que seria de nós sem um tempero amigo na cozinha? Esse ingrediente, que aparentemente pode parecer algo simples, pode surpreender e fazer toda a diferença no preparo de um prato – afinal, ninguém quer ter o desprazer de comer uma comida com aquele “gosto de nada”. O melhor é que eles possuem a finalidade de realçar o sabor dos alimentos, tornando-os ainda mais saborosos e agradáveis ao paladar – mas jamais roubando o sabor das comidas, pelo contrário, ressaltam seus aromas irresistíveis.

Os temperos possuem uma variedade imensa, indo desde ervas como salsa, manjericão e orégano, passando por frutas como a laranja e o limão e até mesmo especiarias como a canela, açafrão e gengibre. Porém, aqui iremos focar nas ervas e suas especiarias. Elas representam uma alternativa saudável para quem deseja tirar o sal da composição dos pratos. Isso porque, o sal pode ser um grande vilão quando usado em excesso, podendo levar à hipertensão, e consequentemente, problemas cardíacos.

Combinações de ervasAntes de tudo, vale a pena conhecer um pouco das tradicionais combinações de ervas. Afinal, uma combinação digna resulta em bons resultados na refeição: pratos deliciosos, e claro, muitos elogios.

Cheiro-verde: A clássica dupla é formada pela união da salsinha com a cebolinha.

Ervas finas: Ervas finas incluem o manjericão, tomilho, manjerona, sálvia, alecrim e o famoso orégano.

Ervas de Provence: Seu nome remete à região francesa de Provença, onde foi originada a mistura das seguintes ervas: alecrim, manjericão, manjerona, tomilho, louro, segurelha e alfazema.

Colocando tempero nas receitas…

Carnes: Ficam deliciosas quando combinadas com sálvia, salsa, tomilho, alecrim, cominho, louro ou orégano.

Peixes: Se tornam ainda mais atrativos ao paladar quando adicionados coentro, salsa, louro, açafrão, sálvia, tomilho, alecrim, manjericão e até mesmo hortelã, garantindo um sabor super agradável.

Marinadas: Que tal apostar em uma ótima marinada para garantir que a carne irá ficar com um sabor incrível, além de macia? O processo, que consiste em deixar a carne “de molho” em um preparo feito com líquido ácido (vinagre ou suco de limão) e ervas – que ficam deliciosas com coentro, tomilho, salsa e louro.

Mas quando incluir as ervas nas minhas receitas?

Evite deixar as ervas cozinhando por muito tempo (caso a receita contenha essa etapa). Dessa forma, você vai permitir que elas agreguem sabor às receitas sem que percam suas propriedades. Ah, e é bom lembrar que com as ervas o “menos é mais”. Por isso, não é necessário excessos para que elas deixem seus pratos deliciosos.


Para agendar uma consulta  >> clique aqui <<


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: