04 principais compostos funcionais no alimento

A adoção de hábitos alimentares não saudáveis, como o alto consumo de açúcares e gorduras, levam a um risco maior de adoecimento e morte. Devido a isso, boa parte da população brasileira tem se preocupado com a saúde e passado a adotar hábitos mais saudáveis, como: maior ingesta de grãos integrais, peixes, aves, frutas, legumes, deixando um pouco de lado os “antigos hábitos”. E foi dessa forma que os alimentos funcionais acabaram entrando com uma maior “força” na alimentação.

Mas, muito tem se ouvido falar sobre os alimentos funcionais e seus benefícios à saúde quando agregados ao plano alimentar. Mas você sabe realmente o que são?

Bom, alimentos funcionais são alimentos ou bebidas, apresentados em sua forma comum, que além de garantirem suas propriedades nutricionais, também vão garantir propriedades benéficas. Ou, melhor explicando, alimentos que além de terem o poder de nutrir, também vão garantir um benefício a mais para a saúde humana.

Seus efeitos vêm sendo estudados, por exemplo, na prevenção do câncer, diabetes, hipertensão, hipercolesterolemia, mal de alzheimer, doenças cardiovasculares, ósseas, inflamatórias e intestinais e, além disso, no combate aos radicais livres.

Existem inúmeros compostos funcionais presentes nos alimentos, vou citar alguns para vocês, seus benefícios e onde são encontrados:
(VIDAL et al., 2012)

CAROTENÓIDES: São antioxidantes e estimulam o sistema imunológico. Geralmente apresentam-se de coloração avermelhada, alaranjada ou amarelada. Dentre eles, os grupos mais conhecidos são:

  • Betacaroteno: diminui o risco do desenvolvimento de doenças cardiovasculares e câncer, também apresentando benefícios para a visão. Pode ser encontrado na cenoura, manga, abóbora e mamão.
  • Licopeno: atua na redução dos níveis de colesterol e especialmente na prevenção do câncer de próstata. Pode ser encontrado no tomate, pimentão vermelho, melancia e goiaba vermelha.
  • Luteína: atua na proteção da retina contra a degeneração macular. Encontrada na gema de ovo e pêssego.

COMPOSTOS FENÓLICOS: são antioxidantes que atuam reduzindo o risco do desenvolvimento do câncer e da arteriosclerose. Dentre eles, destacam-se os respectivos grupos:

  • Resveratrol e Quercetina: atuam no aumento do colesterol HDL e na redução do colesterol LDL, reduzindo os riscos de problemas vasculares e a proliferação de células cancerígenas. São encontrados nas uvas, vinho tinto e maçã.
  • Antocianina: atua como anti-inflamatório e na redução da oxidação celular, prevenindo cânceres e doenças cardiovasculares. Encontrada no açaí, jabuticaba, uva e amora.
  • Fitoestrógenos: aliviam sintomas da tensão pré-menstrual e menopausa. Também auxiliam na redução do risco de algumas doenças, como o câncer de mama e a osteoporose. São encontrados na soja, amendoim e ervilha.
  • Flavonóides: atuam como anti-inflamatório, amenizando os sintomas da menopausa e na prevenção do câncer. São encontrados na soja, pimentão e frutas cítricas.

FIBRAS: Apresentam diversas funcionalidades benéficas ao organismo. Dividem-se em solúveis e insolúveis:

  • Fibras solúveis: retardam a absorção de glicose; auxiliam na redução do colesterol, prevenindo doenças cardiovasculares; atuam no combate à obesidade, devido à saciedade ocasionada pelo seu consumo – a qual induz o individuo a ingerir uma menor quantidade de alimentos -; além disso, atua na redução do risco de desenvolvimento do câncer de intestino.
  • Fibras insolúveis: Atuam estimulando o bom funcionamento do intestino, prevenindo a constipação intestinal, aumentando o bolo fecal, acelerando o trânsito intestinal, e prevenindo o desenvolvimento do câncer colorretal.

No geral, essas fibras são encontradas em: hortaliças com talos; cereais integrais (farelo de trigo, linhaça, granola, aveia); leguminosas (feijão, soja, grão de bico, ervilha) e frutas consumidas com a casca (ameixa, maçã e pera). No entanto, vale destacar que para cumprirem suas papeis, é de suma importância que haja a ingestão de uma quantidade significativa de água e líquidos em geral.
(COSTA, 2008 apud VIDAL et al., 2012)

PROBIÓTICOS: contém microrganismos vivos que ajudam a equilibrar a flora intestinal, inibindo o crescimento de microrganismos patogênicos, assim como na melhora da digestão e na redução do risco do desenvolvimento de tumores. São encontrados especialmente em iogurtes e produtos lácteos fermentados.
(CARVALHO, 2008 apud VIDAL et al., 2012).

Diante do exposto foi possível compreender um pouco sobre os alimentos funcionais e como estes podem estar presentes em nosso dia a dia. É possível ver que inúmeras fontes dos mesmos encontram-se disponíveis em nosso meio e, muitas das vezes, em um preço acessível.

Porém, é importante salientar que eles não curam doenças, apenas atuam na prevenção de seu aparecimento e auxiliam o organismo a combatê-las com mais eficácia. Estes não devem ser utilizados como remédios, mas sim incorporados em uma dieta equilibrada e balanceada, de preferência em sua forma original, para que possam ser consumidos regularmente e assim garantir os inúmeros benefícios citados, bem como o fortalecimento do organismo para que o mesmo atue auxiliando no combate das doenças.

REFERÊNCIAS:
VIDAL, A. M. et al. A ingestão de alimentos funcionais e sua contribuição para a diminuição da incidência de doenças. Cadernos de Graduação – Ciências Biológicas e da Saúde, v. 1, n. 15, p. 43-52, 2012.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: