O vinho e seus benefícios à saúde

É crescente o consumo de alimentos que possam tratar e prevenir doenças, bem como aumentar a longevidade. Entre estes destacam-se os alimentos funcionais, ricos em antioxidantes, bem como as bebidas que trazem benefícios à saúde, amplamente utilizadas pela população, como o vinho.

Já virou um hábito de muitos brasileiros reunir amigos em casa para tomar um bom vinho, principalmente com a chegada das temperaturas mais baixas.

O vinho é a bebida que mais desperta interesse dos cientistas por apresentar, além do álcool, diversas substâncias antioxidantes em sua composição, as quais têm relação direta com os seus benefícios à saúde.

O resveratrol representa o composto fenólico mais importante do vinho, e é encontrado na casca da uva. Os vinhos tintos apresentam uma maior concentração de resveratrol do que os vinhos brancos e rosados.

O resveratrol age como inibidor da agregação plaquetária e coagulação, também apresenta ação anti-inflamatória, regula o metabolismo lipoproteico e age como quimiopreventivo (DE MORAES; LOCATELLI, 2012). Apresenta ampla potência para o tratamento de diabetes e obesidade. No diabetes acaba afetando a secreção de insulina e consequentemente suas concentrações no sangue, na obesidade estudos relatam redução de peso corporal e adiposidade.

O resveratrol tem a capacidade de interferir em alguns tipos de câncer como mama, próstata, pulmão, cólon, estômago, ovário, entre outros. Quando administrado em pequenas doses, associado a quimioterápicos, reduz os efeitos tóxicos dos quimioterápicos sobre as células normais melhorando a eficácia do tratamento (PAULO, 2007 apud DE MORAES; LOCATELLI, 2012).

Existe um grande número de estudos comprovando a eficácia do resveratrol na prevenção e tratamento de várias patologias, no entanto, a eficácia do consumo de vinho tinto diariamente na prevenção e tratamento de doenças ainda é controversa, principalmente em razão da presença do álcool em sua composição, o qual pode causar dependência.

O vinho quando consumido de maneira adequada, em doses apropriadas e associado às refeições, exerce ação benéfica à saúde, podendo prevenir determinadas doenças, mas para que isso aconteça é necessário manter hábitos de vida saudáveis.

O consumo do vinho tinto pode ainda diminuir os índices de doenças coronárias em até 60% (RIBEIRO; MAFROI, 2010 apud DE MORAES; LOCATELLI, 2012).

Dados apresentados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) demonstram que os índices de mortalidade por doenças cardiovasculares na França são menores quando comparado a outros países, e um dos fatores positivos para os baixos índices é o consumo moderado e regular de vinho tinto.

Deve-se salientar que o consumo do vinho deve ser moderado e sempre acompanhado de refeições, a dose terapêutica é de mais ou menos 30 g de álcool/por dia para homens (equivalente a duas taças) e metade para mulheres (uma taça).

DE MORAES, V.; LOCATELLI, C. Vinho: uma revisão sobre a composição química e benefícios à saúde. Evidência-Ciência e Biotecnologia, v. 10, n. 1-2, p. 57-68, 2012.

 


Para agendar uma consulta  >> clique aqui <<


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: