Guia para montar uma lancheira saudável para o seu filho

Com a volta às aulas dos pequenos, temos muito a nos preocupar: material escolar, uniforme, retornar a rotina de acordar cedo, e o que mais dá dor de cabeça: a lancheira!

O período da criança na escola, é quando temos menor controle sobre sua alimentação, e onde eles têm maior autonomia para escolher o que comem, dessa forma, saber o que colocar na lancheira vai influenciar na saúde e nas escolhas alimentares futuras. Isso explica a dor de cabeça na hora de montar essa lancheira, são vários detalhes que são capazes de deixar qualquer um perdido!

O lanche não pode ser repetitivo, se não, eles enjoam. Ao mesmo tempo não podemos enviar comidas que deterioram em temperatura ambiente, eles podem passar mal após consumir. Precisa ser saudável, o que elimina a grande maioria dos produtos industrializados pelos altos teores de açúcares, gorduras e conservantes.

Dessa forma, para facilitar a escolha do que vai na lancheira, elaboramos algumas dicas:

Quantidade

Pela insegurança instalada, já que os pequenos irão ficar algumas horas na escola, e a quantidade pode não ser suficiente para que eles não passem fome, acabamos pecando pelo excesso. Se seu filho não come muito, não adianta enviar muita comida, caso ainda não esteja segura, passe a observar se mais da metade do que envia retorna, e assim for, diminua a quantidade, e mantenha um diálogo com a criança, pode ser que ela não goste de determinado item que enviou ou realmente se satisfaz com pouca comida.

 

Suco ou fruta?

O Guia Alimentar Brasileiro, sempre presa pelo consumo de frutas in natura. Incentivar as crianças a ingerir frutas é melhor. Invista em cortadores com formatos variados: estrela, coração, carro, bichinhos, vale tudo para chamar a atenção dos baixinhos!

O suco pode sim ser uma opção para aquelas crianças que não gostam da fruta, desde que sejam naturais. Lembre-se: quanto mais próximo do consumo eles forem preparados, menos propriedades nutricionais eles perdem. Para levar na lancheira, prefira fazer suco das frutas que demoram um tempo maior para oxidar, como goiaba, maracujá, abacaxi e melancia, mantenha-os de preferência em garrafas térmicas. Não extrapole na quantidade e evite adicionar açúcar. Outra opção é a água de coco e os sucos pasteurizados, como o de uva, que é o novo investimento de algumas empresas, só tenha atenção ao rótulo. Leia nosso guia de leitura de rótulos e entenda o que é importante observar.

 

E para comer?

Pãezinhos integrais com patê ou queijo branco são ótimas opções, embrulhe em papel alumínio para melhorar a conservação! Fuja dos embutidos, eles parecem ser uma ótima ideia para aqueles momentos de correria, mas peito de peru e presunto possuem grandes quantidades de conservantes químicos;

⇒ Bolos feitos com farinhas especiais ou 50% integrais são ótimas escolhas, e você ainda pode diversificar no sabor. Veja esta receita que você só leva 10 minutos para preparar. Biscoitos ou cookies também podem garantir a energia que eles precisam neste período. Mas lembre-se: Cuidado com o açúcar!

⇒ Snacks e chips como de batata doce e cenoura também dão um up no lanchinho;

⇒ Banana da terra cozida, com ou sem canela, além de ser um alimento muito nutritivo, tem um sabor mais adocicado, o que favorece sua aceitação como lanchinho.

 

Doces pode na lancheira?

É bom evitar, mas sabendo que criança ama guloseimas como balas e bombons, combine com eles que a cada 15 dias ou uma vez na semana pode escolher um doce para levar.

 

Uma boa conversa

Conversar com o seu filho sobre a importância de uma alimentação equilibrada pode ajudar na adaptação e aceitabilidade de novos alimentos. Preparar os lanches com eles também estimula a interação com os alimentos.

Para que não haja desculpa, como: “acordei em cima da hora comprei um salgadinho no caminho”, prepare o sanduíche ou prepare o que precisa ser preparado, com antecedência, faça desse momento uma brincadeira com seu filho e não uma obrigação.

Nunca deixe de enviar algo para beber na lancheira, pois eles ficam algumas horas na escola e fazem muitas atividades. Sempre coloque uma garrafinha de água para garantir a hidratação.

O planejamento e a organização são essenciais para que a estratégia de lanches saudáveis se torne uma prática diária. São as escolhas que você faz para o seu filho hoje que o tornarão um adulto saudável, com menos propensão à doenças crônicas e uma consequente boa qualidade de vida. Nós realmente somos o que comemos, e diante desta frase, te perguntamos: O que o seu filho é?

 


Para agendar uma consulta  >> clique aqui <<


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: