Dicas para uma alimentação segura na praia

Janeiro esta aí, e com ele a temporada de folgas, férias trabalhistas e escolares.

Toda esta movimentação gera uma alta demanda na busca de lugares para descansar e aproveitar o momento com a família e amigos. Devido ao forte calor característico do verão e do clima tropical de nosso país, as praias do litoral brasileiro  acabam se tornando uma forte opção para esses momentos e são nessas horas que a alimentação precisa ter a atenção redobrada .

Essa preocupação se origina pelo fato da alimentação na praia ser um importante causador de DTAs (Doenças transmitidas por alimentos), isso se deve às más condições de produção e armazenamento dos alimentos.

Então o que comer na praia? Como saber se o que estou comendo é realmente seguro?

A melhor dica é você preparar suas próprias refeições e ter tudo programado para evitar alternativas de última hora, o que pode comprometer ainda mais a renda, tanto pelo gasto desnecessário, quanto pelos valores que sofrem reajustes, muitas vezes altos demais nesta temporada. Opções como sanduíches, sucos naturais, frutas secas, picolés de frutas e oleaginosas como nozes, amêndoas e castanhas são bem práticas e vantajosas pelo baixo custo e fácil preparo, mas sobretudo porque são opções leves e de fácil ingestão. 

Alimentos como  arroz, farofas, carnes e cremes necessitam de muito cuidado e atenção ao serem consumidos em ambientes de muito sol e calor, pois além de ter o processo digestivo mais demorado,  possuem  um prazo de validade curto e podem estragar muito rápido devido à temperatura do ambiente.

É importante também salientar sobre os temperos e molhos que geralmente são feitos com alimentos que já apresentam uma certa singularidade no que diz respeito às contaminações, como o ovo e a maionese, pois estragam com maior facilidade. 

Desta forma, dedique-se às medidas higiênicas no preparo e tenha certeza que os produtos estão em boas condições de uso e armazenamento, disponha-os sempre em recipientes que irão manter a temperatura ideal do alimento e antes de qualquer uso, vale sempre testar o isolamento térmico desses recipientes para garantir o bom funcionamento. Garrafas térmicas e isopores resistentes são boas opções para que tudo dê certo e você curta seu lazer com segurança.

Agora, se você não quer ter esse trabalho em pleno dia de descanso e prefere se alimentar nos quiosques, restaurantes ou com os produtos ofertados pelos vendedores ambulantes é bom  estar atento para analisar se os aspectos sensoriais das preparações estão preservados, como a cor, o odor, o sabor e a textura. É muito comum as pessoas optarem por porções com mariscos, frutos do mar, milho cozido e até mesmo salgados, porém se estiverem mal preparados ou conservados são uma faísca para o início de reações alérgicas, desconfortos e até mesmo infecções intestinais. Por isso é importante saber escolher, observar bem as condições do alimento, e acima de tudo, para estar realmente livre de qualquer possibilidade de contrair uma DTA, o ideal é evitar o consumo dessas preparações.

Outro fator muito importante é o local onde você irá realizar as suas refeições. A areia da praia não é a melhor escolha neste momento, isso porque além dos dejetos deixados por animais, há, com frequência, uma grande quantidade de lixo depositada neste ambiente, contribuindo para sua contaminação. Então, identificar um local limpo para comer é cruscial! Caso não seja viável se afastar da areia da praia para realizar as refeições, fique atento ao armazenamento do seu alimento e o contato deste com a areia no momento do consumo, todo cuidado é essencial para a manutenção da sua saúde.

Evite a exposição demorada ao sol principalmente com as frutas ou bebidas cítricas como as de limão e tangerina e pratos elaborados, pois as frutas oxidam e os pratos elaborados podem proliferar microorganismos com sua deterioração pelo calor.

Levando todas essas dicas em consideração, tenha a certeza que o seu verão será um sucesso e como é sempre bom reforçar: não mergulhe logo após de se alimentar, seu fluxo sanguíneo neste momento precisa estar concentrado no estômago,  não faça ingestão de bebidas alcoólicas em excesso e evite o sol muito intenso para assim estar livre de imprevistos indesejados.


Para agendar uma consulta  >> clique aqui <<


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: